O Olho de Belize entrevista: Daniela Dias, fanzineira e poeta + Receita para fazer fanzine

Apresentação Olá, sou Daniela Dias, poetisa capixaba com raízes mineiras desde os 10 anos. Fanzineira desde 2014. Oficineira, incentivadora e idealizadora da Biblioteca de Fanzin/ES. Apaixonada por escrever, produzir e publicar textos, mas de um modo geral é na poesia onde melhor me encaixo. Desde quando conheci o movimento fanzineiro foi amor a primeira vista.… Leia mais O Olho de Belize entrevista: Daniela Dias, fanzineira e poeta + Receita para fazer fanzine

A obra é do leitor: o Olho de Belize leu “Mar morto”, de Jorge Amado

A despeito das polêmicas que dariam parágrafos e parágrafos a este texto, à despeito, inclusive das críticas à linguagem, ao sexismo, às questões sociais, às repetições nas obras, à despeito da construção de um Brasil exótico pros olhos estrangeiros. Tudo isso é a obra de Jorge Amado, ao mesmo tempo, em que não é. Meter… Leia mais A obra é do leitor: o Olho de Belize leu “Mar morto”, de Jorge Amado

Uma volta ao que é eterno: o Olho de Belize leu Morangos mofados, de Caio Fernando Abreu

Caio Fernando, há muito, saiu do estatuto de marginal e passou a constar, assim como Ana Cristina Cesar, nos lugares reservados aos canônicos. Lugares esses que transformam, contraditoriamente, dão a eternidade a um autor, deixando muitos com água na boca só de imaginar estar ali, sendo revirado e remexido por décadas, séculos. Por outro lado,… Leia mais Uma volta ao que é eterno: o Olho de Belize leu Morangos mofados, de Caio Fernando Abreu

A pesquisa na Universidade: o Olho de Belize entrevistou a professora Katia Emmerick, professora de Língua Portuguesa na UFRRJ – Campus Nova Iguaçu

A Uuniversidade tem por motriz o tripé “Ensino, Pesquisa e Extensão”, conforme nós, alunos, sabemos quando entramos. Para compreender não só a questão da pesquisa linguística, mas também os questionamentos sobre se toda pesquisa é útil ou deve ser, mas também apreender respostas de outra área que não a Literatura, entrevistei a professora Katia Emmerick,… Leia mais A pesquisa na Universidade: o Olho de Belize entrevistou a professora Katia Emmerick, professora de Língua Portuguesa na UFRRJ – Campus Nova Iguaçu

O Olho de Belize leu: Depois do silêncio, do professor Paulo Emílio Azevedo

Editora: Philos Ano: 2018 Resenha só eu não sou piedoso A digna raiva que fala. “A raiva é mais digna que o amor” e, na vida, no país e nestes contextos múltiplos de deuses que caem e são apagados das narrativas que percorremos, será da digna raiva, a indignação, que colheremos alguns fardos de frutos… Leia mais O Olho de Belize leu: Depois do silêncio, do professor Paulo Emílio Azevedo

O Olho de Belize leu: Palimpsestos, outras vozes e águas, do poeta Luiz Otávio Oliani

Título: Palimpsestos, outras vozes e águas Autor: Luiz Otávio Oliani Ano: 2018 Editora Penalux Resenha O que dizer do livro de Oliani é muito simples, mas ao mesmo tempo, de grande responsabilidade. O poeta se propõe a homenagear a outros poetas, a partir de sua própria construção poética e a partir de um procedimento oposto… Leia mais O Olho de Belize leu: Palimpsestos, outras vozes e águas, do poeta Luiz Otávio Oliani